Cirrose hepática: causas, sintomas, tratamento e prevenção

Tempo estimado de leitura: 6 minutos

A cirrose hepática é uma condição crónica e degenerativa que resulta de danos no fígado ao longo de muitos anos. O órgão vital, encarregado de numerosas funções, incluindo a limpeza do sangue, a produção de bile para a digestão e o armazenamento de energia sob a forma de glicogénio, ao sofrer danos repetidos, tenta regenerar-se formando cicatrizes. Esta cicatrização excessiva resulta na condição conhecida como cirrose hepática.

Cirrose hepática

Causas da Cirrose hepática

As causas da cirrose hepática são várias, sendo as mais comuns o consumo excessivo de álcool e doenças crónicas do fígado, como a hepatite B e C. A esteatose hepática não alcoólica, uma condição relacionada à obesidade e ao síndrome metabólico, também pode resultar em cirrose. Menos comuns, mas ainda assim causadoras de cirrose, estão as doenças autoimunes do fígado, doenças metabólicas hereditárias, como a hemocromatose e a doença de Wilson, e danos causados por medicamentos ou toxinas.

Sintomas da Cirrose hepática

Os sintomas da cirrose hepática podem ser variados e tendem a piorar à medida que a doença progride, eles incluem:

Diagnóstico da Cirrose hepática

O diagnóstico da cirrose hepática pode ser feito com base nos sintomas apresentados pelo paciente, exame físico e análise do histórico médico. Testes laboratoriais, incluindo exames de sangue e testes de função hepática, também podem ser usados. Em alguns casos, pode ser necessária uma biópsia do fígado, onde uma pequena amostra de tecido hepático é retirada para análise microscópica.

Tratamento da Cirrose hepática

O tratamento para a cirrose hepática tem como objetivo retardar a progressão da cicatrização do fígado, tratar as complicações da doença e prevenir outras doenças que possam danificar o fígado. Isso pode incluir a cessação do consumo de álcool, a perda de peso, o tratamento de hepatites virais e a administração de medicamentos para controlar os sintomas, como diuréticos para o edema. Em casos mais avançados, pode ser necessária a realização de um transplante de fígado.

Complicações e sequelas da Cirrose hepática

A cirrose pode levar a várias complicações graves, tais como:

Prevenção da Cirrose hepática

A prevenção da cirrose hepática envolve a adopção de hábitos de vida saudáveis, como o consumo moderado de álcool, uma alimentação equilibrada e a prática regular de exercício físico. A vacinação contra a hepatite B, o uso seguro de agulhas e a prática de sexo seguro também podem prevenir a infecção por hepatite B e C, que são causas comuns de cirrose. A detecção e o tratamento precoces de doenças hepáticas também podem ajudar a prevenir a progressão para a cirrose.

Perguntas Frequentes

A cirrose hepática é reversível?

Embora o dano causado pela cirrose hepática não possa ser revertido, é possível prevenir danos adicionais e gerir os sintomas através de intervenções médicas e mudanças no estilo de vida.

Qual é a esperança de vida para alguém com cirrose hepática?

A esperança de vida de uma pessoa com cirrose hepática pode variar amplamente, dependendo da severidade da cirrose, da causa subjacente, da idade do paciente, e de outros factores de saúde.

Como posso prevenir a cirrose hepática?

A prevenção da cirrose hepática envolve a adopção de um estilo de vida saudável, incluindo a moderação no consumo de álcool, uma dieta saudável, exercício físico regular e a prevenção de hepatites virais.

Quais são os primeiros sinais de cirrose hepática?

Os primeiros sinais de cirrose hepática podem incluir fadiga e fraqueza. No entanto, nos estágios iniciais, a cirrose pode não apresentar sintomas.

A cirrose hepática é hereditária?

Enquanto algumas condições genéticas que podem levar à cirrose, como a hemocromatose e a doença de Wilson, são hereditárias, a cirrose em si não é.

A cirrose hepática é mais comum em homens ou mulheres?

Embora a cirrose hepática possa afetar tanto homens como mulheres, a prevalência pode variar dependendo da causa subjacente da doença. Por exemplo, o consumo crónico e excessivo de álcool, uma causa comum de cirrose, é mais frequente em homens.

A cirrose hepática pode levar ao cancro?

Sim, a cirrose hepática pode aumentar o risco de desenvolvimento de carcinoma hepatocelular, um tipo de cancro do fígado.

Qual é o tratamento para a encefalopatia hepática?

O tratamento para a encefalopatia hepática geralmente envolve a administração de medicamentos para reduzir a produção ou a absorção de toxinas no intestino.

Que especialista devo consultar se suspeitar que tenho cirrose hepática?

Se suspeitar que pode ter cirrose hepática, deve consultar um gastroenterologista ou hepatologista. Estes são médicos especializados na saúde do sistema digestivo e do fígado, respectivamente.

Quais são as principais funções do fígado no nosso corpo?

O fígado desempenha uma série de funções vitais no nosso corpo. Estas incluem a desintoxicação de substâncias nocivas, a produção de bile para auxiliar na digestão, o armazenamento de vitaminas e minerais, a regulação dos níveis de açúcar no sangue, a produção de proteínas importantes para a coagulação do sangue e a eliminação de bactérias e vírus do sangue. Quando a cirrose hepática ocorre, todas essas funções podem ser afectadas.

Condições

Última atualização: